Ex-prefeito e vereadores de Arcos são presos durante operação de combate á corrupção

6 de dezembro de 2018 as 14:20

O ex-Prefeito de Arcos, Claudemir José de Melo, e os vereadores João Paulo Cunha Marolo (PSD), atual presidente da Câmara, Wirlei de Castro Alves (PHS) e Pedro César Rodrigues (PSD) foram presos na manhã desta quinta-feira (6) durante uma operação de combate à corrupção no município. As operações “Ônibus Fantasma” e “Rota Alternativa” foram deflagradas pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), em conjunto com a Polícia Militar (PM), às 6h da manhã desta quinta-feira.

Além do ex-prefeito e dos vereadores, são alvo dos mandados que são cumpridos na operação, empresários e servidores da Prefeitura de Arcos que ocupavam cargos de direção e chefia entre 2009 e 2012 e agosto de 2014 e 2016.

Segundo a promotoria, as investigações foram iniciadas em 2017 e revelaram o “funcionamento de uma organização criminosa na Prefeitura” dentro do período investigado. Dentre as infrações, foi apurado o funcionamento de um esquema de direcionamento de licitações e superfaturamento de contratos administrativos em vários setores do poder Executivo.

Ainda de acordo com o MPMG, o esquema atuava “inclusive no âmbito dos serviços de transporte de estudantes universitários, transporte de alunos da zona rural, transporte de carnes para os açougues da cidade, serviços de conservação de escolas e creches municipais e limpeza urbana e manutenção de prédios públicos”.

O valor estimado dos valores pagos em propina ultrapassa R$ 1 milhão. Segundo o MPMG, as investigações serão concluídas em 10 dias.