À partir de denúncia da prefeitura de Bom Despacho PF realiza operação que mira quadrilha especializada em fraudes bancárias

De acordo com a PF, as investigações foram iniciadas a partir de comunicação recebida da Prefeitura de Bom Despacho, na região Centro-Oeste de Minas, sobre desvios em torno de R$ 120 mil dos cofres públicos.

A fraude era realizada a partir de engenharia social e phishing pelos criminosos, induzindo servidores a colaborarem na entrega e transferência dos recursos da prefeitura às contas bancárias dos criminosos“, detalhou a PF em nota.

Na ação de hoje foram cumpridos cinco mandados judiciais de busca e apreensão em residências em São Paulo capital e em Santos/SP e em comércios e residências em Fortaleza/CE. 

Os envolvidos poderão responder pelos crimes de associação criminosa e estelionato, cujas penas máximas somadas chegam a 10 anos de prisão.