Amigo de Robinho é preso em São Paulo por caso de estupro na Itália

Ricardo Falco foi condenado por estupro coletivo em Milão, na Itália, mesmo caso do ex-atacante

Amigo de Robinho envolvido no caso de estupro coletivo em Milão, na Itália, em 2013, Ricardo Falco foi preso em São Paulo na noite desta sexta-feira (7), após se apresentar à Polícia Federal.

Na última quarta-feira (5), o Superior Tribunal de Justiça (STJ) homologou a condenação da Justiça da Itália. O mandado de prisão foi expedido nesta sexta e cumpre decisão judicial que condena Falco a nove anos de prisão.

Durante a manhã desta sexta-feira, Fábio Costa, advogado de Falco, esteve na sede da Polícia Federal. Em reunião com o delegado responsável pelo caso, ele solicitou garantias quanto à integridade física de seu cliente.

Ricardo Falco e Robinho foram condenados pelo mesmo crime ocorrido na Itália. O estupro coletivo teria acontecido em uma casa noturna de Milão, em 2013.

Em março deste ano, o STJ também homologou a pena de Robinho, que está preso desde então no presídio de Tremembé (SP).

Para a Corte Especial do STJ, a decisão da Justiça italiano cumpriu os requisitos legais para ser homologada no Brasil. O artigo 100 da Lei de Migração possibilita que um brasileiro nato condenado no exterior cumpra a pena em território nacional.

Fim de amizade

De acordo com o advogado Fábio Costa, Falco e Robinho estão afastados desde o início das investigações do caso de estupro coletivo. De acordo com Fábio, não existe mais relação de amizade entre os dois.