Arana e Savinho ignoram ‘Cruzeiro’ no hino nacional em amistoso da seleção; veja o vídeo

Na noite do último sábado (8), o lateral-esquerdo Guilherme Arana, do Atlético, e o atacante Savinho, ex-Galo, chamaram a atenção durante a execução do hino nacional brasileiro antes do amistoso da seleção contra o México.

Ambos optaram por não cantar o trecho “a imagem do Cruzeiro resplandece”, conhecido por ser utilizado pela torcida cruzeirense para exaltar o rival atleticano.

Em entrevista a Rádio Itatiaia, o lateral explicou o motivo de não ter cantado a parte do hino do Brasil e disse que a ação é uma forma de respeito ao Galo. “Na verdade, já é de algum tempo que eu não canto. Até mesmo na primeira vez que vim para a Seleção, naquele famoso trote, eu também não cantei. Hoje, pelo que saiu, é verdade. Eu não cantei, é um costume meu já”, afirmou.

“Pela rivalidade e por tudo o que já gerou, ainda mais na final do Mineiro ali. É uma forma de respeito”, completou.

Não é a primeira vez

Em 2022, Arana também evitou cantar a referência ao Cruzeiro no pré-jogo contra o Atlético-GO pelo Campeonato Brasileiro. A atitude do jogador gerou repercussão na época.

Apesar da polêmica em torno do hino, a seleção brasileira conquistou a vitória sobre o México por 3 a 2 no amistoso disputado no estádio Kyle Field, no Texas, nos Estados Unidos.

O gol salvador da partida foi marcado pelo jovem atacante Endrick, que recentemente deixou o Palmeiras para se juntar ao Real Madrid.