Conselho Monetário muda regras do rotativo do cartão de crédito

O Conselho Monetário Nacional aprovou nesta quinta-feira (25) a edição de novas regras para o pagamento do cartão de crédito. Com o objetivo de evitar o superendividamento e levar a uma redução dos juros cobrados, a partir deste ano o pagamento mínimo, como é conhecido o crédito rotativo, terá limites.

As operadoras de cartão terão até três de abril para se adaptar e começar a oferecer o novo parcelamento. Segundo o Banco Central, as instituições financeiras poderão oferecer um prazo máximo de 30 dias no pagamento rotativo do cartão de crédito. Depois desse período, o saldo devedor restante será automaticamente parcelado em até 24 meses se o pagamento total da fatura não for feito.

Essa opção é favorável para o consumidor, já que os juros do cartão de crédito podem superar os 400% ao ano e as linhas de crédito pessoal têm juros muito inferiores a essas. Com a redução do prazo, o governo espera que a taxa de juros praticada pelos bancos no crédito rotativo caia pela metade.