Copasa abre processo administrativo contra a empresa responsável pelas obras da ciclofaixa em Divinópolis

15 de outubro de 2019 as 15:04

A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) abriu um processo administrativo contra a empresa responsável pelas obras da ciclofaixa da Rua Pitangui, no Bairro Bom Pastor em Divinópolis. A decisão foi tomada após o superintendente de operações da Copasa, João Martins, ser questionado pelos Integrantes da Comissão de Esportes e Lazer da Câmara Municipal.

A Rua Pitangui foi interditada em setembro de 2018 para a instalação de uma tubulação da rede que coleta que transporta o esgoto de grande parte da cidade até a Estação de Tratamento (ETE). A previsão inicial da Copasa apontava que o local seria liberado até março, contudo, até o momento, as obras continuam. 

João Martins disse que a reconstrução da ciclofaixa, que está sinalizada com cones, é de responsabilidade da Copasa e que as obras já deveriam ter sido concluídas. Destacou que até o final deste mês, o edital deverá estar publicado para que até meados de dezembro seja feita a assinatura do contrato para o início das obras.