NO AR:

23h às 0h


Ouça agora!
Baixe nosso Aplicativo


Cruzeiro vê Copa do Brasil como fonte de receita para aliviar a crise financeira




Por Bruno Furtado /Superesportes , Paulo Galvão /Estado de Minas , Rafael Arruda /Superesportes , Tiago Mattar /Superesportes

Caso o campeão da Copa do Brasil de 2020 seja oriundo da primeira fase, a premiação total será de R$ 72,8 milhões. O Cruzeiro sabe que é uma realidade distante, sobretudo pela supremacia dos representantes do país na Copa Libertadores, que disputam a partir das oitavas de final. Entretanto, existe a confiança interna em ir longe no torneio, principalmente pelo bom retorno financeiro.

Dos 80 participantes da primeira fase, apenas cinco alcançarão as oitavas de final, juntando-se a Flamengo, Athletico-PR, Santos, Palmeiras, Corinthians, São Paulo, Internacional, Grêmio, Bragantino (campeão da Série B), Fortaleza (campeão da Copa do Nordeste) e Cuiabá (campeão da Copa Verde).

Pela presença na fase inicial, o Cruzeiro receberá R$ 1,1 milhão. Se eliminar os adversários e chegar às oitavas, acumulará R$ 8,5 milhões – mais de 10% do orçamento de R$ 80 milhões definido pelo Núcleo Dirigente Transitório. O próprio técnico Adilson Batista, em entrevista ao Superesportes, valorizou a importância econômica da Copa do Brasil para o clube, que, de acordo com a diretoria, tem dívida superior a R$ 800 milhões.


Mais Notícias


Nossos Programas



Super 8
Breaking News
Tarde Legal

Av. 21 de Abril, n° 360, Salas 101 e 102
Centro - Divinópolis/MG
Tel: 37 3229-9393