Divinópolis cria comitê de combate a dengue

15 de maio de 2019 as 13:49

Divinópolis enfrenta momento crítico em relação ao número crescente de casos de dengue e alguns ações visam conter o avanço da doença, que já provocou dois óbitos na cidade. Após a abertura de um ambulatório na Policlínica, um Comitê Municipal Gestor de Políticas de Enfrentamento à dengue, zika e chikungunya, foi instituído.

Caberá ao comitê “propor e coordenar ações destinadas ao controle do vetor. Além disso, deverá buscar mecanismos para arrecadar recursos para a realização das atividades e propostas definidas. Além das ações de vigilância e os mutirões da limpeza, a Semusa instalou um ambulatório na Policlínica, onde os pacientes considerados não graves recebem hidratação venosa e oral. Já os pacientes graves, continuam sendo atendidos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Padre Roberto.

Em todo o estado, são 38 mortes somente esse ano, em decorrência da doença. Na região Centro Oeste, além das duas de Divinópolis, uma pessoa morreu em Arcos, uma em Lagoa da Prata, uma terceira em Martinho Campos, uma em São Gonçalo do Pará, totalizando seis óbitos.