Divinópolis entra para lista de investigação de morte de macacos por Febre Amarela

Chegou a 91 o número de pessoas mortas pela Febre Amarela em Minas Gerais este ano. Já são 1048 notificações, das quais 178 evoluíram para a morte. E Divinópolis entrou para a lista de cidades que investigam mortes de macacos pela doença.

Na abrangência da Superintendência Regional, são dez cidades investigando casos, enquanto subiu para 21 o número de municípios com rumores de que os animais morreram pela febre. Apenas Japaraíba confirmou uma morte de macaco pela enfermidade.

Também no Centro-Oeste mineiro, mas pertencente a outra superintendência, São Roque de Minas foi a outra cidade a confirmar morte de macaco pela Febre Amarela. Os primatas não transmitem a doença diretamente para os humanos, mas indicam a circulação do vírus.

Até agora, todas as contaminações ocorreram em áreas rurais ou silvestres, onde é mais comum a existência do vírus. Mais de 5 milhões de doses da vacina já foram distribuídas, segundo o governo do Estado. Quase 3,5 milhões de pessoas já foram imunizadas – a melhor forma de prevenção.