Galileu pode revogar decreto de Vladimir sobre a Copasa

O decreto de Vladimir Azevedo relacionado à Copasa, um de seus últimos atos como prefeito, tem apresentado vários aspectos discutíveis, reverberando o repúdio dos cidadãos nas redes sociais e o posicionamento de várias lideranças políticas.

Reportagem do Jornal Agora, publicada nesta quinta-feira (5), informa que o prefeito Galileu Machado se reuniu com sua equipe jurídica para analisar minuciosamente a legislação, o contrato e os documentos relacionados ao referido decreto.

Se o parecer da procuradoria indicar prejuízo para a população, Galileu promete revogar o ato. A decisão pode ser divulgada ainda hoje, se o estudo estiver concluído. Um grupo de oito vereadores ensaia um bloco parlamentar em favor da revogação do referido decreto.

Vladimir Azevedo reafirmou que está havendo uma má interpretação do decreto. Negou que a entrega da ETE Itapecerica tenha sido adiada para 2027 e explicou que foram feitas apenas adequações em relação ao Plano Municipal de Saneamento, que é antigo e, para a realização das obras, precisava ser revisado. Vladimir sustenta que a ETE continua pactuada entre a prefeitura e a Copasa e que ela será entregue em 2018, como havia garantido anteriormente.

Fonte: Jornal Agora