Governo de Minas publica último lote de nomeações de 1.134 novos policiais penais

Com última chamada de concurso, 3.405 candidatos foram nomeados para trabalharem no sistema prisional do estado

O Governo de Minas finalizou a nomeação dos novos 3.405 policiais penais que vão reforçar o quadro de unidades prisionais de todo o estado.

A última chamada de candidatos foi publicada no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (6), e engloba os últimos 1.134 aprovados em um dos maiores concursos da história da Polícia Penal de Minas. São 910 homens e 224 mulheres.

O grupo faz parte do terceiro lote de aprovados no certame para agentes prisionais/policiais penais. Antes, já haviam sido nomeados neste ano outros 2.271 profissionais aprovados no concurso.

Neste concurso, o Governo de Minas está nomeando 985 candidatos a mais que as 2.420 vagas inicialmente previstas em edital.

Etapas

Todos os nomeados nesta quinta-feira (6) passaram pelas seis etapas do concurso: prova objetiva e redação, avaliação psicológica, exames médicos, teste de aptidão física, investigação social e, por último, o Curso de Formação Técnico Profissional (CFTP).

As secretarias de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) e de Segurança Pública (Sejusp) informaram que as vagas serão preenchidas obedecendo estritamente a ordem de classificação final dos candidatos no certame, conforme previsto em edital.

Sistema prisional

Além do reforço do efetivo, o sistema prisional mineiro está recebendo, neste momento, um investimento único de R$ 74 milhões para obras e melhorias na estrutura, segurança, condições de trabalho dos profissionais e de acautelamento e ressocialização dos custodiados.

Há cerca de 15 unidades prisionais em reforma, assim como acontece o desenvolvimento de projetos inéditos, que melhoram a vida da comunidade prisional, como o projeto da cozinha administrada/escola da Penitenciária Feminina Estevão Pinto, que busca melhorar a qualidade da alimentação nas unidades prisionais.