Grupo suspeito de fraudar INSS é alvo de operação da PF

22 de outubro de 2019 as 19:57

Cinco pessoas foram presas em uma operação realizada pela Polícia Federal, na manhã desta terça-feira (22), para combater esquema de fraudes na obtenção de benefícios previdenciários. A suspeita é que a quadrilha esteja por trás de um esquema que tenha provocado um desfalque de, pelo menos, R$ 3,2 milhões.

As investigações revelaram um esquema de fraudes na obtenção de benefícios previdenciários de prestação continuada (Loas), que consistia na criação de beneficiários a partir da confecção de carteiras de identidade, certidões de nascimento e comprovantes de endereço falsos.

A polícia informou que todos os investigados responderão pelos crimes de formação de quadrilha e de estelionato qualificado, podendo ser condenados a até seis anos e meio de prisão por cada golpe contra o INSS, além de até três anos pelo crime de associação criminosa.