Homem é preso por descartar lixo de escritório na Lagoa do Sidil

Guilherme Amaral

Atendendo denúncia de descarte irregular de lixo, uma equipe da Polícia Militar de Meio Ambiente, compareceu às margens da lagoa localizada no bairro Sidil, em Divinópolis.

No local, uma equipe da Polícia Militar já tinha detido o suspeito que teria descartado aproximadamente 150 quilos de papel e plástico.

O lixo, como notas fiscais e outros materiais, é oriundo do escritório de uma empresa de comércio de tecidos e foi jogado às margens da lagoa, cerca de 3 metros da água. O homem preso alegou que iria colocar fogo no lixo e que só não o fez devido a intervenção de terceiros.

Segundo a Polícia de Meio Ambiente, foi determinado ao autor recolher novamente o lixo, alocando no veículo Fiat Fiorino que foi utilizado para o transporte do material.

Ele foi levado para a delegacia da Polícia Civil, juntamente com uma garrafa contendo dois litros de gasolina que seria utilizada para atear fogo no lixo. O veículo foi apreendido e levado para um pátio credenciado.

O homem preso foi autuado conforme decreto 44844/08 artigo 83, anexo I, código 131 no valor de R$4.485,43 e artigo 86, anexo III, código 305 no valor de R$1.614,76.