Hulk encerra jejum pelo Atlético e alcança marca de Pelé e Zico na Libertadores

Chegou ao fim o jejum de gols de Hulk pelo Atlético. Após nove jogos sem marcar, o ídolo atleticano fechou a goleada por 4 a 0 do Galo sobre o Caracas, da Venezuela, pelo Grupo G da Copa Libertadores na Arena MRV.

O último gol marcado por Hulk foi no dia 7 de abril, na vitória sobre o Cruzeiro por 3 a 1 no Mineirão, na final do Campeonato Mineiro.

Neste intervalo, o camisa 7 ficou nove jogos sem marcar. Contra o Caracas foram várias oportunidades, mas o atacante parou no goleiro adversário. Nos acréscimos, ele arrancou pela direita, deixou dois adversários para trás e finalizou de fora da área para balançar as redes.

“Tira um peso. Não é fácil ficar nove jogos sem fazer gols. Eu estava jogando bem, fazendo boas jogadas, em primeiro lugar sempre vem o coletivo”, disse Hulk.

Igualou Pelé

Com o gol marcado, Hulk chegou a 16 pelo Atlético na Copa Libertadores. Maior artilheiro do Galo no torneio, ele igualou o número alcançado por Pelé em sua trajetória na competição pelo Santos. Outros dois brasileiros também marcaram 16 vezes na competição são Jardel, pelo Grêmio, e Zico, pelo Flamengo.

O brasileiro com mais gols na Libertadores é Gabigol, do Flamengo. O atacante tem 31 gols no torneio continental, somando as disputas pelo rubro-negro e pelo Santos.

Veja o ranking

31 gols
Gabigol (por Santos e Flamengo)

29 gols
Luizão (por Vasco, Corinthians, Grêmio e São Paulo)

25 gols
Palhinha (por Cruzeiro, Corinthians e Atlético)
Fred (por Fluminense, Atlético e Cruzeiro)

24 gols
Pedro (pelo Flamengo)

22 gols
Célio Taveira (pelo Nacional-URU)
Rony (por Athletico-PR e Palmeiras)

21 gols
Jairzinho (por Botafogo, Cruzeiro e Jorge Wilstermann-BOL)
Bruno Henrique (por Santos e Flamengo)

19 gols
Guilherme (por Grêmio, Vasco, Atlético e Cruzeiro)
Ricardo Oliveira (por Santos, São Paulo e Atlético)
Raphael Veiga (pelo Palmeiras)

18 gols
Marcelinho Carioca (por Flamengo e Corinthians)
Tita (por Flamengo, Grêmio e Vasco)
Sérgio João (por Bolívar-BOL e Jorge Wilstermann-BOL)

17 gols
Robinho (por Santos e Atlético)

16 gols
Pelé (pelo Santos)
Jardel (pelo Grêmio)
Zico (pelo Flamengo)
Hulk (Atlético)

15 gols
Alex (por Palmeiras e Cruzeiro)
Leandro Damião (por Internacional e Cruzeiro)

14 gols
Rogério Ceni (pelo São Paulo)
Thiago Ribeiro (por São Paulo e Cruzeiro)
Luís Fabiano (pelo São Paulo)
Neymar (pelo Santos)
Washington (por Fluminense e São Paulo)