Justiça nega pedido de pensão de R$ 42 mil a Alexandre Correa e aceita pedido de divórcio de Ana Hickmann

Nesta semana, a apresentadora conquistou outra vitória contra o ex-companheiro: a renovação da medida protetiva por tempo indeterminado

O Tribunal de Justiça de São Paulo aceitou nesta sexta-feira (24) o pedido de divórcio entre Ana Hickmann e o empresário Alexandre Correa. A apresentadora havia acionado a Lei Maria da Penha e o caso foi decidido pela vara da família.

De acordo com o Jornal Extra, a Justiça negou o pedido de Alexandre para receber uma pensão mensal de R$ 42,3 mil da artista. Em fevereiro, os advogados do empresário entraram com o pedido de pensão alegando que o cliente estava sem receber “qualquer ganho para manutenção de suas despesas ordinárias de sobrevivência desde que deixou a administração das empresas das quais é sócio com Ana Hickmann”.

Na última quinta-feira (23), a apresentadora também ganhou outra causa contra o ex-marido, já que o Tribunal de Justiça de Minas Gerais decidiu manter, por tempo indeterminado, a medida protetiva de Ana Hickmann contra Alexandre Correa. A determinação anterior tinha validade até quarta-feira (22), e foi renovada “enquanto perdurar a situação de risco da apresentadora”. 

Ainda nesta semana, os advogados da apresentadora da Record divulgaram uma perícia que encontrou 48 assinaturas falsificadas em contratos firmados com bancos, cheques e outros documentos.

Segundo a nota divulgada, as falsificações feitas em nome da apresentadora eram de Cláudia Helena dos Santos, ex-agente da apresentadora e braço direito de Alexandre Correa. Os documentos com as assinaturas falsificadas também contam com a assinatura de Correa, demonstrando que ele tinha conhecimento de toda a situação.