Mandados de busca e apreensão são cumpridos em operação que combate lavagem de dinheiro em cidades do estado, dentre elas Pará de Minas

A Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (FICCO) deflagrou na manhã desta terça-feira (11/6) uma operação com o objetivo de apurar os crimes de lavagem de dinheiro e organização criminosa por um grupo de Minas Gerais.

Quatro mandados de busca e apreensão foram cumpridos nas cidades mineiras de Pará de Minas, Lagoa Santa e São José da Lapa.

Também foram cumpridos mandados judiciais que determinavam a lacração e suspensão das atividades de 24 estabelecimentos comerciais e o bloqueio de bens de 31 pessoas físicas e jurídicas no montante de R$ 260 milhões.

Segundo a Polícia Federal, o grupo criminoso é suspeito de lavagem de dinheiro proveniente de crimes, como o tráfico de drogas.

A operação de hoje é um desdobramento de uma ação deflagrada em 2019, que investigou o tráfico de drogas realizado pelo grupo criminoso na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

A Força Integrada de Combate ao Crime Organizado é uma força-tarefa coordenada pela Polícia Federal e composta pela Polícia Civil, Polícia Militar e Polícia Penal com o objetivo de realizar uma atuação conjunta e integrada no enfrentamento ao crime organizado e violento.