Mortes de 23 pessoas por Febre Amarela são confirmadas em Minas

A Febre Amarela já provocou a morte de 23 pessoas em Minas Gerais. A confirmação foi divulgada ontem (19) à noite pelo Ministério da Saúde, dentro dos 206 casos notificados até esta quinta-feira (19) no Estado. Deste número, 34 casos foram confirmados.

Além desses diagnósticos concluídos, outras 31 mortes e 141 casos suspeitos ainda estão sendo investigados. A escalada do surto da doença começou no fim de 2016 e vem avançando pelo mês de janeiro.

Até agora, são 29 municípios mineiros co notificações da doença, especialmente nas áreas de divisa com o Espírito Santo, especialmente nas regiões dos vales do Mucuri e do Rio Doce.

A vacinação é a forma mais eficaz de prevenção, mas é preciso evitar procurar a dose sem necessidade, como explica o diretor de Vigilância das Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Eduardo Hage. “Somente as pessoas que residem nas áreas de risco, que estão disponibilizadas no nosso site e nos meios de comunicação, ou que vão viajar para essas áreas de risco, devem ser vacinadas. E aquelas que vão viajar, a vacinação deve ser feita com 10 dias de antecedência”, orienta.

Os sintomas iniciais da febre amarela incluem calafrios, dor de cabeça, dores nas costas, febre, dores pelo corpo, náuseas, vômitos, fadiga e fraqueza. Quem perceber a ocorrência destes sinais deve procurar a unidade de saúde mais próxima.