NO AR:

08h às 12h


Ouça agora!
Baixe nosso Aplicativo


Pais solteiros podem receber até R$ 3 mil a mais do auxílio emergencial




O governo vai pagar uma cota complementar do Auxílio Emergencial para pais solteiros ou chefes de família que criam os filhos sozinhos, sem cônjuge, companheira ou companheiro. O pagamento será o equivalente a até cinco parcelas de R$ 600, mesmo valor pago entre abril e agosto de 2020. Se o beneficiário recebeu as cinco parcelas, por exemplo, terá direito a receber R$ 3 mil.

Para ter direito a esse complemento, o chefe de família deve ter sido beneficiário do Auxílio Emergencial pago entre abril e agosto de 2020.

De acordo com o Ministério da Cidadania, os repasses estão previstos para ocorrer no início deste ano. O calendário será divulgado em breve.

O pagamento vale para quem se cadastrou pelo aplicativo ou site do Auxílio Emergencial e também para quem recebeu o benefício por fazer parte do antigo Bolsa Família ou ser inscrito no Cadastro Único.

Os homens provedores de família monoparental beneficiários do Auxílio Emergencial serão selecionados automaticamente.

O Ministério da Cidadania fará a análise das informações cadastrais da base de dados do Cadastro Único para fazer o pagamento.

No total, o Ministério da Cidadania estima beneficiar 1,283 milhão de famílias de homens monoparentais.

Os beneficiários poderão consultar se vão ter direito ao complemento por meio do site consultaauxilio.cidadania.gov.br/consulta, inserindo o CPF, nome completo, nome da mãe ou se tem mãe desconhecida e data de nascimento.


Mais Notícias


Nossos Programas



Super 8
Breaking News
Tarde Legal

Av. 21 de Abril, n° 360, Salas 101 e 102
Centro - Divinópolis/MG
Tel: 37 3229-9393