Pesquisa mostra que quanto mais jovem, menos uso da camisinha

Os mais jovens foram o foco da campanha de prevenção às Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) no carnaval lançada pelo Ministério da Saúde este ano. Eles fazem parte da faixa etária que menos usa preservativo.

Pesquisa de Conhecimento, Atitudes e Práticas indica queda no uso regular do preservativo entre os que têm de 15 a 24 anos. Com parceiros eventuais a diminuição foi de de 58,4% em 2004 para 56,6%, em 2013. E com parceiros fixos a queda foi de 38,8% em 2004 para 34,2% em 2013.

Com relação aos ainda mais novos, os dados são ainda mais significativos. A Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (Pense), realizada nas escolas de todo o país com adolescentes de 13 a 17 anos mostra que 35,6% dos alunos não usaram camisinha na primeira relação sexual.

O percentual das meninas que tiveram relação sem camisinha é de 31,3%, e dos meninos, é ainda maior: 43,02%. O mesmo estudo aponta que, quanto mais jovem, menor é o uso do preservativo. Enquanto 31,8% dos jovens de 16 e 17 anos não usaram preservativos na primeira relação sexual, o índice sobe para mais de 40% entre os jovens de 13 a 15 anos.