NO AR:

12h às 13h


Ouça agora!
Baixe nosso Aplicativo


Postos de combustíveis de Minas já enfrentam problemas de desabastecimento




Postos de combustíveis de Minas Gerais com estoque reduzido já enfrentam problemas de desabastecimento em função da greve dos tanqueiros, deflagrada no Estado e em outras regiões do país. A informação é do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados do Petróleo do Estado de Minas Gerais, o Minaspetro.

De acordo com o Minaspetro, todas as regiões do Estado já estão sendo prejudicadas, uma vez que a base em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, “é estratégica para a distribuição de combustíveis estadual. Não há detalhes sobre percentual de desabastecimento de postos.

Ainda assim, o Minaspetro recomenda à população que não faça uma corrida aos postos, uma vez que a ação é a principal geradora do desabastecimento.

Confira abaixo a nota enviada ao nosso departamento de jornalismo pela MinasPetro:

O Minaspetro está monitorando a situação da greve dos tanqueiros e informa que os postos com estoques reduzidos já apresentam problemas de abastecimento. Com a paralisação, todas as regiões do estado estão sendo prejudicadas, impactando fortemente o abastecimento de Minas Gerais, tendo em vista que a base de Betim é estratégica para a distribuição de combustíveis estadual.

O Sindicato entrou em contato formalmente com o governo de Minas e solicitou que o pleito dos caminhoneiros fosse atendido. Uma das soluções apontadas para se abrir a negociação foi o congelamento do PMPF, base de cálculo para a incidência do ICMS, pleito do Minaspetro desde o início da pandemia. O congelamento do preço de pauta conteria momentaneamente a escalada dos preços na bomba.

O Minaspetro alerta para que a população não faça uma corrida aos postos, é justamente essa ação que pode causar e agravar o desabastecimento.

Por fim, o Sindicato reitera que é solidário ao pleito dos caminhoneiros e tem trabalhado fortemente junto às autoridades em busca de soluções para a redução do ICMS, contudo, o Minaspetro acredita que a greve não é a melhor solução para o problema, uma vez que a paralisação prejudica a população e gera ainda mais incertezas no mercado de combustíveis já em crise nacional.


Mais Notícias


Nossos Programas



Baixa a Aguia
Segunda Categoria
Super 8
Breaking News
Tarde Legal

Av. 21 de Abril, n° 360, Salas 101 e 102
Centro - Divinópolis/MG
Tel: 37 3229-9393