NO AR:

21h às 22h


Ouça agora!
Baixe nosso Aplicativo


Prefeitura de BH culpa Copasa por morte de peixes na Lagoa da Pampulha




A Prefeitura de Belo Horizonte notificou a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) por vazamento de esgoto sem tratamento nas águas da Lagoa da Pampulha, o que causou a morte de milhares de peixes no local. 

Conforme a PBH, foram recolhidos cerca de sete mil peixes mortos. A Copasa, no entanto, nega ter sido notificada pelo Executivo Municipal, e afirma que está acompanhando as ações realizadas pela prefeitura em relação aos peixes mortos.

A Copasa alegou, ainda, que desde janeiro de 2022 foram investidos R$29,8 milhões em ações para aumento da cobertura de atendimento aos clientes com tratamento de esgoto na bacia da Pampulha.

Os avanços, incluindo a implementação de obras para coleta de esgoto em tempo seco nas galerias pluviais, proporcionaram uma melhoria da qualidade dos cursos de água da bacia, com 95% dos resultados das coletas do último trimestre apresentando resultados bons ou aceitáveis, evidenciando que a infraestrutura instalada e a cobertura de mais de 99% do sistema de esgotamento sanitário na bacia apresentam desempenho satisfatório’, dizia a nota da Copasa.

Leia as notas da Prefeitura e da Copasa na íntegra:

Prefeitura de Belo Horizonte:

A Prefeitura de Belo Horizonte informa que, após vistoria realizada neste domingo (3), a equipe de fiscalização de controle urbanístico e ambiental constatou dano ambiental referente à mortandade de peixes na Lagoa da Pampulha e, em consequência, emitiu notificação para a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) por vazamento de esgoto sem tratamento nas águas da Lagoa da Pampulha. Foram recolhidos, entre sábado e segunda-feira, cerca de 7 mil peixes mortos. A amplitude, a gradação do dano e o valor da multa serão definidos após parecer técnico da Secretaria Municipal de Meio Ambiente. O auto de notificação constata que houve transgressão à Lei 4253/85, art.4, e ao Decreto 16529/16: “emissão ou lançamento de poluentes nos recursos ambientais, bem como provocar sua degradação”.

Copasa:

A Copasa informa que ainda não foi notificada pela Prefeitura de Belo Horizonte, e que está acompanhando as ações realizadas pela PBH em relação aos peixes mortos na Lagoa da Pampulha desde o fim de semana e inspecionando os cursos de água da bacia, com objetivo de identificar possíveis ocorrências que possam ter comprometido a qualidade da água.

A Companhia também informa que desde janeiro de 2022 foram investidos R$ 29,8 milhões nas ações para aumento da cobertura de atendimento aos clientes com tratamento de esgoto na bacia da Pampulha.

Os avanços, incluindo a implementação de obras para coleta de esgoto em tempo seco nas galerias pluviais, proporcionaram uma melhoria da qualidade dos cursos de água da bacia, com 95% dos resultados das coletas do último trimestre apresentando resultados bons ou aceitáveis, evidenciando que a infraestrutura instalada e a cobertura de mais de 99% do sistema de esgotamento sanitário na bacia apresentam desempenho satisfatório.

Receba as reportagens da Sucesso FM em primeira mão através do nosso grupo de WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/FY6eiEhen390iLLOqJLg3H


Mais Notícias


Nossos Programas



Super 8
Breaking News
Tarde Legal

Av. 21 de Abril, n° 360, Salas 101 e 102
Centro - Divinópolis/MG
Tel: 37 3229-9393