Programa cubano tem bons resultados na luta contra a esclerose múltipla

Um programa cubano para tratar a esclerose múltipla, uma doença que ataca o sistema nervoso, tem tido bons resultados. A conclusão é de especialistas e foi divulgada ontem (2), segundo a Agência Nova China e o portal de notícias Cuba Si.

O programa usa um procedimento único, projetado em Cuba para combater a doença na província central de Sancti Spíritus, e agora será estendido a outros centros de saúde cubanos. O tratamento tem como público pacientes em estágios avançados de  esclerose múltipla de deterioração adicional.

A abordagem considera as funções de movimentação do paciente, o estado emocional e habilidades manuais para proporcionar melhor qualidade de vida. A doença não tem cura e compromete pode resultar em problemas físicos, mentais e às vezes psiquiátricos.