Regiões de Minas afetadas pela febre amarela recebem R$7,4 milhões

O Ministério da Saúde anunciou nesta terça-feira (14) que vai disponibilizar R$7,4 milhões para assistência a pacientes com febre amarela em Minas Gerais. Os recursos deverão ser empregados para custear serviços hospitalares e ambulatoriais, além de despesas emergenciais durante os próximos três meses.

O montante será repassado em parcela única e repartido entre a Secretaria de Saúde de Minas Gerais e as secretarias dos municípios de Teófilo Otoni, Ipatinga e Caratinga. Esta última é a segunda cidade mais afetada pelo surto, com 21 casos confirmados, atrás apenas de Ladainha, que tem 26 confirmações.

De acordo com boletim epidemiológico divulgado nesta terça-feira (14) pela Secretaria estadual da Saúde, Minas Gerais tem 992 notificações de febre amarela, das quais 57 foram descartadas e 202, confirmadas. Dos 169 óbitos suspeitos, 69 tiveram confirmação para a doença e o restante continua em investigação. (Fonte: Ministério da Saúde)