Sirene da rede ferroviária de Divinópolis é reconhecida como patrimônio imaterial

15 de outubro de 2019 as 14:55

A sirene da rede ferroviária de Divinópolis, som que marca os horários das oficinas desde 1916, foi tombada como patrimônio imaterial do município. A Secretaria de Cultura pediu o tombamento do apito devido à simbologia encontrada no som, que celebra o trabalho na ferrovia.

Por ser acionada dez vezes ao dia e com precisão, o toque da sirene das oficinas passou a ser ouvido como um relógio sonoro por quase toda a cidade, presente no cotidiano dos moradores.

No dia 25 de outubro de 1996, às 17h, a sirene foi silenciada, mas, após solicitação da comunidade, voltou a soar em 1º de setembro de 2000. Desde então, o apito pode ser ouvido dez vezes ao dia em horários específicos.