Tolentino assina PEC para cortar “penduricalhos”dos salários dos Três Poderes

11 de setembro de 2019 as 8:35

O recém empossado, deputado federal Fabiano Tolentino, assinou nesta  terça-feira (10), uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), junto com o deputado, Pedro Cunha Lima (PSDB-PB), com o objetivo de retirar dos salários dos membros dos três poderes, Legislativo, Executivo e Judiciário, todos os adicionais aos salários, que normalmente são adjetivados de “penduricalhos” que faz com que os ganhos de deputados, senadores, juízes, desembargadores e ministros, entre outros cargos, cheguem a triplicar o valor do salário base. 

Na justificativa da PEC, o deputado cita o caso do duplo auxilio mudança em que o parlamentar recebe um valor para fazer mudança, mesmo sem ter que mudar, já que foi reeleito, citado como exemplo. Mesmo assim recebe, no inicio de uma legislatura e no seu final.

Foi citado também um esdrúxulo caso do Tribunal de Justiça do Estado de Pernambuco, em que por uma portaria assinada, um juiz vai receber um valor de auxilio alimentação retroativo ao ano de 2011, com juros e correção monetária o valor será estratosférico.

Além de outro caso, também do Judiciário, desta vez no Mato Grosso, que somados os penduricalhos, um juiz chega a receber cerca de R$ 500 mil reais.

 

Fonte – Divinews