Três em cada quatro idosos com febre amarela morreram em Minas

Entre as 40 mortes causadas por febre amarela desde o início do surto da doença em Minas Gerais, o grupo que apresenta o maior índice de mortalidade é o de pessoas com 60 anos ou mais.

De acordo com o balanço divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde nesta quinta-feira (26), três em cada quatro idosos infectados pelo vírus que causa a enfermidade morreram. Ao todo, oito pessoas dessa faixa etária tiveram os sintomas da doença confirmados até o momento, sendo que seis delas morreram.

O segundo grupo com a maior taxa de letalidade para a doença no Estado é o de 50 a 59 anos, no qual três em cada cinco pessoas infectadas morreram. Nessa faixa etária, das 23 pessoas que tiveram febre amarela, 14 não resistiram.