Zé Gotinha vai se “aposentar”? vacinação contra paralisia terá apenas injeção a partir de 2025

Conhecido pelos brasileiros há décadas como símbolo da campanha de vacinação contra a paralisia infantil, o Zé Gotinha está prestes a se aposentar. Isso porque a edição deste ano pode ser a última em que as crianças estão recebendo dose oral do imunizante.

Atualmente, o calendário prevê três doses de vacinas, que são injeções, para crianças de dois, quatro e seis meses. E a gotinha é o reforço para crianças de até 5 anos.

O objetivo da atual campanha é aumentar as coberturas vacinais, para que os municípios saiam da situação de risco de reintrodução da poliomielite. A vacina injetável tem um bom desempenho em termos de segurança e o número de doses de reforço é menor, passa de dois para um. E é mais estável, pois o frasco tem mais doses e pode ser utilizado mais vezes”, como explicou Éder Gatti, diretor do programa nacional de imunizações do Ministério da Saúde.

Em todo o pais, está sendo realizado o Dia D de imunização contra a poliomielite neste sábado.

Mas as crianças fãs do Zé Gotinha não precisam se preocupar. De acordo com o representante do Ministério da Saúde, o mascote da campanha de imunização contra a paralisia infantil não vai se aposentar.

“Ele é o símbolo do programa nacional e do SUS. E fica para ajudar a promover a vacinação. As crianças amam o Zé Gotinha! Não vamos abrir mão dele!”, informou Gatti.